Imprimir

Medium

Fundo
Fernando Pessoa
Cota
BNP-E3, 19 – 13
Imagem
[Sobre arte]
PDF
Autor
António Mora

Identificação

Titulo
[Sobre arte]
Titulos atríbuidos
Idioma
Português
Edição / Descrição geral

[19 – 13]

 

 

António Mora

 

Para o índio a obra de arte não é ainda uma coisa, uma coisa que ele veja existir independentemente da emoção que a produziu. O grego tem já isso. Nasceu com ele[1] o senso artístico, ou crítico |propriamente|, que vê a obra de arte como coisa, no espaço, fora da relação com a emoção que a produziu.

 

O grego reparou nisto – que uma obra de arte é uma realidade exterior; uma realidade exterior porém, que pertence a determinada categoria – à das coisas exteriores produzidas, fabricadas, pelo Homem. Daqui fatalmente um conceito do artista sendo um operário.

 

 

[1] com /n\ ele

Notas de edição

Classificação

Categoria
Literatura
Subcategoria

Dados Físicos

Legendas

Documentação Associada

Bibliografia
Publicações
Fernando Pessoa, Páginas de Estética e de Teoria e Crítica Literárias, Textos estabelecidos e prefaciados por Georg Rudolf Lind e Jacinto do Prado Coelho, Lisboa, Edições Ática, 1966, p. 132.

Dados de produção

Datas relacionadas
Dedicatário
Destinatário
Data

Palavras chave

Locais
Nomes relacionados